Barbatimão: O que é e para o que serve

barbatimao

O barbatimão (Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville, Leguminosae), cujo nome dado por índios significa “árvore que aperta”, é uma planta da família das leguminosas nativa do cerrado brasileiro (mais precisamente do Sul do Pará até São Paulo e Mato Grosso do Sul). Além de suas funções medicinais, sua madeira de aparência e casca avermelhada é usada na produção do couro, tintas para escrever, tintura de pele dos indígenas e construção civil.

Ativos e propriedades químicas

Possui substâncias monoméricas e proantocianidinas, taninos condensados, substâncias tânicas (cerca de 30%), taninos (18 a 30%), alcalóides, mucilaginosas, matéria natural de corante avermelhado, estrifno, ácido tânico, açúcar solúvel, flavonóides, flobafenos e amido.

Para que serve o barbatimão

Facilmente encontrado em lojas de suplementos e farmácias, o barbatimão é usado de forma popular para tratar diversas doenças como a candidíase, úlceras, pressão alta, diabetes, dor de garganta, hérnia, hemorragia, problemas nos rins e fígado, inchaço, gonorreia, conjuntivite, queimaduras na pele hematomas e etc.

Além disso, possui efeito cicatrizante, depurativo, coagulante sanguíneo, antiséptico, antidiabético (hipoglicemiante), anti-inflamatório e antibacteriano, graças a seu grande teor de tanino, encontrado especialmente na casca da planta, cujo principal papel biológico consiste em defender o organismo contra ataques de microorganismos e animais.

Como usar o barbatimão

Seu uso pode ser feito das seguintes formas:

chá da casca: ideal para tratar de inflamações na garganta, inflamação no útero e nos ovários, úlceras e gastrite. Neste caso, utiliza-se a casca, sendo necessários 20 gramas para cada litro de água. Dez minutos de ebulição são suficientes para o preparo e o consumo deve ser feito de 3 a 4 vezes por dia. Vale ressaltar que seu uso não deve ser prolongado, pois pode causar irritação gástrica.

banho de infusão, gargarejo, pulverização do pó, creme, decocções ou compressões: todos estes são próprios para tratar de gengivites, hemorróidas, infecções vaginais, feridas, gonorreia, verrugas genitais, vírus HPV, candidíase e oleosidade da pele.

Contraindicações Barbatimão

No entanto, o uso de suas vagens e sementes deve ser evitado em mulheres gestantes, já que estudos realizados apontam que o efeito destes extratos pode ocasionar abortos ou prejudicar o período da gestação.

Consultar e ter um acompanhamento médico para tirar dúvidas é imprescindível. Suas sementes são venenosas, portanto, caso forem ingeridas, é necessário fazer o esvaziamento gástrico e sonda nasogástrica com tratamento sintomático.

Também é contraindicado em uso pediátrico e há também quem diga que o uso contínuo de produtos naturais (ou seja, derivados de plantas) é inofensivo à saúde. Porém, por contar com certas substâncias químicas, o uso desenfreado pode causar algum dano á saúde ou efeito colateral. Neste caso, o uso deve ser interrompido imediatamente.

Curiosidades

Um fato bem interessante sobre esta planta é que ao fim do dia, suas folhas fecham, “dormem” e abrem somente no dia seguinte quando o sol nasce. De grande influência indígena, foi e ainda é bastante usada por tribos como tintura de rosto e corpo, já que suas substâncias ricas em titano são aderência à pele e seu tom avermelhado é marcante.

Altamente fértil, possui tronco rugoso e sem espinhos, além de flores vermelhas e de formato menor, rendendo frutos com o formato de uma ervilha. É resistente a locais secos e suas folhas possuem crescimento demasiado lento. Diferente das demais plantas, o barbatimão possui reprodução hermafrodita e se autofecunda.

Comprar Barbatimão

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *