Creatina – O Que é, Quais seus efeitos e Como Tomar?

creatina-oque-e-quais-os-efeitos-como-tomar

A busca pelo corpo perfeito é algo que diversas pessoas sempre se preocuparam e sempre se preocuparão, porém atualmente com a nova era fitness as pessoas estão mais conscientes e preocupadas não apenas com o corpo, mas também com a saúde, visando manter uma boa alimentação, tomar bons suplementos, praticar exercícios, deixando para trás todas as dietas absurdas e prejudiciais a saúde.

Com as pessoas buscando o corpo ideal é muito comum ouvirmos falar em suplementos, vitaminas, whey protein, bcaa, creatina e muitos outros. Os leigos até chegam a confundir suplementos com anabolizantes, mas saiba que uma coisa não tem nada haver com a outra.

Algo muito consumido entre os fãs de musculação é a creatina. A creatina é a substancia que é composta por 3 diferentes aminoácidos, a Arginina, Glicina e Metionina, que são originais do fígado e do pâncreas.

A creatina costuma ser encontrada em pequenas porções em alguns alimentos como a carne vermelha e o peixe, porém a quantidade é bem pequena o que faz com que ainda seja necessário ingerir uma dosagem a mais, no entanto os alimentos que contém creatinas são ótimo para ser inclusos nas dietas.

Como funciona a Creatina

Quando há a contração dos músculos, a energia que é gerada a partir do movimento é um composto que se chama ATP. O ATP proporciona energia e libera as suas moléculas de fosfato, então se torna um diferente composto que recebe o nome de ADP.

Apenas o ATP fornece energia o suficiente por aproximadamente 10 segundos, então para que a contração muscular seja continua deve ser produzido mais ATP.

O fosfato de creatina auxilia oferecendo sua molécula de fosfato para o ADP, passando a recriar o ATP necessário para que a contração muscular continue. A partir de então o ATP pode ser queimado novamente como combustível para mais contração do músculo.

O ATP também ajuda para que seu corpo não recorra a outro sistema de energia, conhecido como glicólise, onde o ácido lático é um subproduto. O ácido lático causa a sensação de queimação, que costuma se sentir enquanto se pratica os exercícios mais intensos.

Se a quantidade de ácido for maior faz com que o músculo pare de se movimentar, mas se continuar usando ATP devido ao consumo de creatina que faz com que minimize a quantia de ácido lático que é produzido, permitindo com que se exercite por mais tempo e mais intensamente.

Como tomar a Creatina

De inicio a pergunta que mais gera dúvida é se a creatina deve ser ingerida diariamente inclusive em dias que não se vá treinar, porém a resposta é sim o consumo de creatina é necessário ser disciplinado, tomando todos os dias independentes do treino, porém, é preciso ter um treino rigoroso e frequente, porém nos dias que não se vai treinar deve ingerir sim.

O certo é ingerir 5g de creatina em dias de treino ou todos os dias, porém as pessoas que não treinam aos fins de semana, por exemplo, costumam reduzir para 3g nos dias sem treino.

O melhor horário para ingerir a creatina é no pós-treino junto com algum outro suplemento, whey protein o malton, pois a creatina funciona a partir do acúmulo da substancia, ou seja, tomar a creatina hoje e treinar hoje não lhe dará tanta diferença, porém com os dias que a creatina estará acumulada sentira a grande diferença que ela causa.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *